fbpx

Você sabe o que é React?

Você já ouviu falar em React? Sabia que ela está presente no seu dia a dia? Aposto que não!
O React, também chamado de ReactJS, é uma biblioteca JavaScript desenvolvida pelo Facebook (sim, Mark Zuckerberg é dono dela também) para a criação de interfaces de usuário em aplicativos e sistemas web, inicialmente utilizada apenas para fazer melhorias no aplicativo do Facebook.
Numa pesquisa sobre hábitos de desenvolvedores, realizada em 2018 no StackOverflow, o React foi a terceira biblioteca mais citada pelos usuários e desenvolvedores profissionais, mas não me surpreenderia se ela ocupasse a primeira ou segunda posição nos dias de hoje…
Como dissemos ali em cima, você usa React o tempo todo no seu dia a dia e você não sabe, quer ver só? Vou listar aqui alguns aplicativos desenvolvidos em React, conte quantos deles você já usou:

E não para por ai… React já é parte da sua vida e provavelmente vai aparecer ainda mais. E agora, você sabe o que é React?

O futuro já está sendo desenvolvido em React, não fique de fora dele!
Texto por: Fbenevides Tecnologia | www.fbenevides.com.br

Leia mais
fbenevides 30 de julho de 2021 0 Comentários
A farmer with a tractor, combine at a field in sunlight. Confident, bright colors

A importância da tecnologia no agronegócio brasileiro

Assim como para outros mercados, a tecnologia tem muito a contribuir para o agronegócio, um dos setores que mais cresce no país.

A produção agropecuária do passado era bastante diferente do que vemos nos dias de hoje. Há alguns anos, produtividade era sinônimo de grandes propriedades, já que para aumentar a produção, era preciso ter mais área plantada ou de pasto para os animais. Mas, a realidade do produtor rural mudou. Hoje, com a tecnologia desenvolvida no Brasil, é possível produzir mais sem a necessidade de ampliar a extensão da propriedade, pois a inovação traz, todos os dias, novas possibilidades para o produtor do campo. Atualmente, segundo dados do Cepea/Esalq-USP, o agronegócio já representa quase 25% do PIB brasileiro e, por ter sido um setor que não parou durante a pandemia, é um mercado extremamente promissor, tanto interno quanto externamente. Portanto, o avanço do agronegócio já está diretamente atrelado à tecnologia e às oportunidades que ela proporciona ao setor. Entenda por que neste artigo.

Aumento da produtividade, maior controle na gestão da propriedade, mais qualidade, redução de custos e desperdícios, além da implementação de processos mais sustentáveis, esses são alguns dos benefícios que a tecnologia proporciona à propriedade e ao produtor rural. Hoje, já existem fazendas 100% monitoradas remotamente, através de sistemas conectados em computadores e smartphones. Segundo a Comissão Brasileira de Agricultura de Precisão (CBAP), 67% das propriedades agrícolas brasileiras já adotaram algum tipo de inovação tecnológica. Diferente do que era visto há alguns anos, quando poucos computadores faziam parte das propriedades e, muitas vezes, o controle da produção era feito no papel ou até na cabeça do fazendeiro.

São empresas do Brasil que desenvolvem a tecnologia necessária para que, cada vez mais, a agricultura nacional cresça e se torne mais reconhecida em produção, exportação e, claro, uma grande auxiliadora na economia do país. Segundo um estudo recente realizado pela Associação Brasileira de Startups em parceria com a Dell Technologies, o Brasil já conta com 299 startups (empresas em estágio inicial de atuação e focadas em inovação) com atuação voltada ao agronegócio. Trata-se de um segmento em expansão que deve acelerar ainda mais os avanços no campo no país, uma vez que, ainda segundo o estudo, 47% dessas startups receberam investimentos externos em 2020 – quase o dobro da média geral em outros setores (26,7%).

Que a tecnologia é importante e que ela faz parte do dia a dia do agropecuarista, já sabemos, mas quais são os demais fatores que a tornam tão importante para o agronegócio? Hoje, as fazendas são consideradas empresas rurais e, assim como em uma companhia do ramo automobilístico, deve ser feita a gestão dos processos internos, desde a logística de compra de matéria-prima, insumos e venda de produtos até o controle de tarefas e horários dos funcionários. Para isso, são usados softwares de gerenciamento para apoiar o produtor rural na organização dos dados e informações coletadas. Esses programas levam:

•Mais precisão e agilidade ao produtor;

•Processos integrados e otimizados;

•Mais facilidade no gerenciamento de processos;

•Uniformidade na execução de tarefas.

Além dos aplicativos de gerenciamento e monitoramento da fazenda, também existem programas para:

•Mapeamento da área, que trabalham em conjunto com GPSs e drones;

•Combate de pragas e doenças, que coletam informações através de sensores e criam bancos de dados para ajudar o produtor a tomar decisões quanto ao que fazer em relação à lavoura;

•Previsão climática, com informações sobre precipitação, temperatura e umidade;

•Pulverização e plantação, que controlam as máquinas que atuam nessa etapa da lavoura;

•Acompanhamento do mercado.

Boa parte dos softwares funcionam integrados com outros programas e/ou com ferramentas instaladas na fazenda. Além das versões para desktop – para computadores – também existem aplicativos para celulares, que podem ser acessados de qualquer lugar, oferecendo mais mobilidade ao produtor, que consegue controlar a fazenda sem estar presente fisicamente no local.

Texto por: G1 | www.g1.globo.com

Leia mais
fbenevides 23 de julho de 2021 0 Comentários

A biografia de 20 pessoas muito importantes da História

Homens e mulheres que mudaram o mundo e são responsáveis pelo modo como vivemos hoje: desde a descoberta sobre como ficamos doentes até a invenção do Raio X.

Neste artigo, selecionamos 20 grandes nomes da história para que você possa conhecer um pouco da biografia das pessoas que influenciaram a nossa forma de ver e estar no mundo.

As mulheres mais influentes da história

Ladies first!Sim, houve grandes e poderosas mulheres que fizeram a diferença na história da humanidade. Selecionamos 10 que foram muito incríveis, mas há tantas que precisaríamos de muitos artigos para dar conta.

Se você tem curiosidade de conhecer mais grandes mulheres que influenciaram o mundo, a nossa dica é a série de livros (adaptado para crianças, mas também muito útil para adultos) História de Ninar Para Garotas Rebeldes (2016), de Francesca Cavallo e Elena Favilli eExtraordinárias – Mulheres que Revolucionaram o Brasil (2017), de Duda Porto de Souza e Aryane Cararo.

Vamos à nossa seleção de mulheres revolucionárias:

1. Marie Curie (1867-1934)

biografia pessoas importantes da história

A cientista polonesa foi a primeira mulher da história a ganhar um Prêmio Nobel de Física. E ganhou duas vezes. Teve uma infância pobre, e para conseguir estudar, teve que mudar-se da Polônia para a França, fugindo da proibição e falta de oportunidade para mulheres na ciência. Era a melhor da classe no mestrado e junto com o seu marido, Pierre Curie, desenvolveu os princípios da radioatividade. Acabou morrendo aos 67 anos pelos efeitos negativos da radiação, de tanto tempo que ficava exposta aos seus estudos e experimentos. 
2. Ada Lovelace (1815 – 1852)

biografia pessoas importantes da história

Ada Augusta King, nasceu com o nome de Byron e foi a primeira mulher a escrever uma linguagem de programação. A mãe estimulou a menina desde criança a estudar matemática e a apresentou ao rei da Inglaterra. Foi através do grupo de amigos da realeza que ela conheceu, aos 17 anos, Charles Babbage, um senhor matemático importante da época que estava desenvolvendo uma máquina analítica, como uma calculadora gigante.

Apesar de casada ainda adolescente e com três filhos, continuou a estudar matemática e línguas. Teve a oportunidade de desenvolver um algoritmo que, cem anos depois, foi reconhecido como a primeira linguagem de programação da história, batizada de Ada e usada até hoje para fazer bancos, computadores e trens funcionarem.

3. Rosalind Franklin

biografia pessoas importantes da história

Se hoje milhares de procedimentos médicos podem ser feitos através da análise de DNA, deve-se muito a esta química britânica, que participou na descoberta das estruturas moleculares dele. Com apenas onze anos já ensinava química e física na escola aos colegas. Ganhava prêmios anualmente pelo seu desempenho escolar.

Contrariando a vontade do pai, de que fosse assistente social, formou-se em química pela Universidade de Cambridge e em 1951 juntou à equipe de biofísicos do King’s College Medical Research. Foi ela que tirou a fotografia 51, indispensável para descoberta da dupla estrutura helicoidal da molécula do DNA, que concedeu o Nobel de Fisiologia e Medicina no ano de 1962 aos bioquímicos James Dewey Watson, Maurice Wilkins e Francis Crick.

4. Indira Gandhi (1917 – 1984)

biografia pessoas importantes da história

única mulher a ocupar o maior cargo político e público indiano provou várias revoluções na história do país. Apesar do sobrenome, Indira não tinha parentesco com Mahatma Gandhi. Com 22 anos chegou a ser presa por atuar em guerras, começou na política ajudando o pai, primeiro-ministro indiano, e aos 55 anos assumiu o mais alto cargo do governo do país, a exemplo do pai. Revolucionou a política e economia da Índia e morreu assassinada aos 66 anos, por um grupo religioso contrário ao seu. 

5. Margaret Hamilton (1936)

biografia pessoas importantes da história

Sabe aquele dia que o homem chegou à lua? Não teria acontecido se não fosse por Margaret Heafield Hamilton, a engenheira de software americana que dirigia o departamento para orientação da Apollo, missão que levou os primeiros astronautas à lua.

Desde pequena muito curiosa e inteligente, a engenheira de software formou-se em matemática e logo se tornou um nome importante da NASA, dirigindo o departamento responsável por escrever os códigos de comando de uma das mais importantes missões da agência espacial.

6. Princesa Diana (1981 – 1996)

biografia pessoas importantes da história

A Princesa de Gales, Lady Di, foi uma das personalidades inglesas mais marcantes do século XX. Nascida em uma família de nobres, era uma mulher talentosa para esportes e o balé, uma de suas paixões. Depois que começou a frequentar a vida da família real britânica, tornou-se um modelo único de beleza, moda e comportamento. Todos a amavam e se inspiravam em sua personalidade e estilo. Perseguida por fotógrafos depois da sua polêmica separação do príncipe, morreu em um acidente de carro em 1997, deixando o mundo inteiro em choque. Até hoje é a princesa britânica mais falada da contemporaneidade.

7. Virginia Hall (1906 – 1982)

biografia pessoas importantes da história

Uma espiã americana que foi considerada uma das mais perigosas espiãs da Segunda Guerra Mundial. Tendo sido amputada aos 27 anos por causa de um acidente em que atirou no próprio pé, Virginia Hall Goillot se ofereceu como voluntária na França para trabalhar no corpo de ambulância. Foi parar no meio da guerra e acabou por ser convidada a ser espiã ajudando a resistência francesa contra os nazistas em 1940.

Foi ficando cada vez mais ousada, planejando ataques para atrasar suplementos ao nazistas, ajudando judeus, e participando em operações de sabotagem. Logo foi notada pela Gestapo, polícia nazista, passando a ser procurada como a espiã aliada mais perigosa, chamada de “a dama que manca”. Teve muitas identidades diferentes. Foi a única mulher condecorada pela Cruz de Serviço Distinto pelos seus esforços de guerra.

8. Harriet Tubman (1822 – 1913)

huashd

Harriet Tubman nasceu no leste dos EUA, em condição de escravidão. Ainda jovem, teve um peso de ferro atirado sobre a sua cabeça, que afundou seu crânio e causou dores de cabeça e convulsões para o resto da vida. Com 27 anos de idade, decidiu fugir da fazenda onde trabalhava. Depois, retornou para libertar a sua família e ajudou mais de setenta famílias a escapar também, mesmo durante a implantação da Lei do Escravo Fugido, implantada no país em 1850.

Durante a Guerra Civil Americana (1861 – 1865), ofereceu-se para servir, foi espiã e comandou 150 soldados liderando as tropas do norte contra os soldados do sul. A operação conhecida como Ataque no Rio Combahee conseguiu a libertação de mais de 700 escravos dos Confederados. Tornou-se um símbolo americano de liberdade e coragem e seu rosto passará a estampar a nota de vinte dólares no ano de 2020.

9. Madre Teresa (1910 – 1997)

jiaii8

Nascida na Macedônia com o nome de Anjezë Gonxhe Bojaxhiu, Madre Teresa naturalizou-se indiana e até hoje é um símbolo de caridade, sendo beatificada e canonizada pela Igreja Católica. Com 18 anos já era missionária na Irlanda, e quando estava perto dos 40 anos, fundou a congregação Missionárias da Caridade, destinada a ajudar pobres e necessitados, especialmente na cidade indiana de Calcutá.

Homenageada com um Prêmio Nobel da Paz de 1979, a freira fundou hospitais, orfanatos e escolas para pessoas em situação de rua, doentes e etc. Polêmica, foi alvo de denúncias que apontavam as péssimas condições em que mantinham os doentes em seus hospitais e centros de acolhimento. Mas fato é que nada abalou a imagem da mulher como uma santidade do século XX.

10. Rosa Parks (1913 – 2005)

hausidhaidpçp

Se Rosa Louise McCauley não tivesse se recusado a ceder o seu lugar a um homem branco em Montgomery, no Alabama, EUA, não se sabe se a luta antirracista e pelos direitos civis americana teria sido tão marcante na história do mundo. Ainda jovem, Rosa teve que abandonar os estudos para trabalhar como costureira e ajudar a família.

Casada com Raymond Parks, membro da Associação Nacional para o Progresso de Pessoas de Cor (NAACP), sua vida mudou quando em dezembro 1955, negou-se a ceder o seu lugar a um homem branco num ônibus, causando grande revolta na cidade e eclodindo no que seria a luta pelo direito dos negros americanos, um capítulo importante da história do país. A partir daí Rosa dedicou a sua vida à luta antirracista e tornou-se um ícone mundial.

Os homens mais influentes da história

Política, ciência e religião, até pouco tempo, eram áreas quase completamente dominadas por homens. Daí tantos deles para preencher as listas de pessoas que mudaram o rumo da história! Nesta seleção, selecionamos personagens nessas três importantes áreas da sociedade.

São homens que, para o bem ou para o mal, foram responsáveis por algumas das mudanças mais importantes que conhecemos hoje. Esperamos que goste!

11. Louis Pasteur (1822-1895)

nkscjnkas

O cientista francês cresceu em uma família militar, formou-se em letras mas, ainda bem, enveredou para o lado da ciência e da química e revolucionou a medicina. Se não fosse por ele, provavelmente os nossos hábitos de higiene seriam muito menores e as pessoas continuam morrendo pelas doenças mais comuns, como uma gripe.

Pasteur foi o responsável por detectar que germes são a razão de muitas das doenças infecciosas, até então os hábitos sanitaristas não eram nada desenvolvidos e as pessoas tinham muito mais contato com bactérias. Ferver algo para desinfetar, por exemplo, foi uma ideia que saiu da cabeça dele. Se não fosse Pasteur provar que microorganismos do ar infectavam matérias, não teríamos desenvolvido métodos de assepsia e esterilização que hoje são fundamentais no dia a dia.

12. Martin Luther King Jr. (1929-1968)

anskjdaskjd

Nascido em uma família de pastores da Igreja Batista, o líder e ativista norte-americano pelo direito das pessoas negras logo soube que gostaria de seguir a carreira do pai e do avô, e tornou-se pastor muito jovem. Vivia na cidade de Montgomery, no Alabama, lugar no sul dos EUA que sofria com a segregação racial.

Após o episódio em que Rosa Parks se recusou a ceder o lugar a um homem branco em um ônibus, Martin entrou em cena e tornou-se a principal voz do movimento que promoveu boicote aos ônibus de Montgomery, crescendo cada vez mais e logo tornando-se uma voz nacional da luta antirracista. Sua forma de agir em nome da não-violência, inspirada em Gandhi, é até hoje um exemplo de atitude, especialmente porque o líder foi assassinado enquanto ainda pregava a paz e justiça.

13. Albert Einstein (1879 – 1955)

ha88

Um garoto comum que gostava de matemática, de física e de música. Nascido na Alemanha, foi inspirado pelos homens da família a gostar de engenharia e o livro Crítica da Razão Pura de Immanuel Kant era o seu predileto sobre ciência.

Era um simples examinador de patentes aos 26 anos quando publicou os seus artigos que tornaram 1905 o “Ano Milagroso”, como é conhecido pela ciência. A partir de então tornou-se um gênio celebrado pela descoberta do efeito fotoelétrico, a existência de átomos, da equação E = mc², da teoria especial da relatividade.

14. Karl Marx (1818 – 1883)

shauihdisd´ppp

Nascido na Alemanha em uma família de classe média, o filósofo e revolucionário socialista Karl Marx criou uma nova forma de fazer política que influenciou o rumo da história no século XX. Era para ter sido advogado, como o pai, mas sempre gostou de filosofia e tornou-se doutor na matéria aos 23 anos de idade. No entanto, a sua posição contra a elite ditatorial da Prússia o manteve à margem da sociedade durante toda a vida.

Marx foi o redator de Manifesto Comunista (1848) e O Capital (1867), duas “bíblias políticas” que deram origem ao comunismo e influenciaram líderes posteriores na criação de formas de poder contrárias ao regime capitalista predominante. As ideias marxistas foram motivo da divisão geopolítica do mundo no século XX, que culminou na queda da União Soviética em 1991. Até hoje, no entanto, palavras oriundas de suas ideias como “comunismo, luta de classes, materialismo, sindicalismo, direita e esquerda” não saem da boca das pessoas.

15. Gautama Buddha (563 a.c. – 483 a.c.)

https://www.ebiografia.com/karl_marx/ 

Nascido príncipe no Nepal, Buda, como é conhecido no Brasil, renunciou ao seu trono para buscar acabar com o sofrimento de todos os seres, incluindo nós, humanos. Sua jornada em busca do Nirvana inspirou legiões de seguidores e tornou-se uma religião.

Com apenas 35 anos, segundo conta algumas biografias, Buda alcançou a iluminação e soube porque o sofrimento existia e o que era necessário para eliminá-lo. Passou os restante 45 anos da vida ensinando suas doutrinas por regiões da Índia e China. Hoje, a doutrina budista é uma das práticas espirituais mais populares do mundo.

16. Adolf Hitler (1889 – 1945)

baishdbiahsdihasd

Depois de ter tentado a carreira artística enquanto adolescente, sem sucesso, o jovem Adolf resolveu entrar para o exército e lutar na Primeira Guerra Mundial pela Alemanha. O país perdeu a guerra, mas o jovem foi condecorado por bravura, passou a trabalhar na sessão de imprensa e propaganda das Forças Armadas e desenhou o seu plano de renovação mundial.

A ascensão da política nazista de Hitler é, sem dúvida, o acontecimento mais famoso do século XX em termos políticos e históricos. O ditador marcou a história não só com suas práticas de extermínio, mas também ao implementar uma forma de pensar que até hoje serve de comparação a qualquer ato autoritário praticado em pequena ou grande escala.

17. Mao Tsé-Tung (1893 – 1976)

j8876

O líder revolucionário chinês é provavelmente o maior responsável por hoje termos em nossas casas vários produtos produzidos na China. Filho de camponeses, desde jovem Mao era partidário de ideias socialistas e depois de lutar no exército por um tempo, participou da fundação do Partido Comunista Chinês.

Muita guerra e morte aconteceu para que o político conseguisse dar à China um poder de Estado, de nação, que antes não existia. Ele também pesou o comunismo de uma forma diferente do que era praticado pela União Soviética. Sem dúvida, é um dos nomes asiáticos mais importantes do século XX.

18. Kwame Nkrumah (1909 – 1972)

hakas774

O líder ganense é a principal voz por trás da lutas de libertação africanas das colônias europeias. Educado em uma escola católica durante a sua infância, na juventude partiu para o EUA formando-se em teologia e fazendo um mestrado em filosofia. Foi desenvolvendo as suas ideias de um continente africano livre e moderno, até que ajudou a fundar o movimento chamado Pan-Africanismo.

Aos 38 anos retornou ao Gana, seu país de origem, já como um político respeitado. Aos poucos, foi recrutando pessoas para sua causa: implantar um autogoverno no país, na época colônia do Reino Unido. Gana foi o primeiro país africano a tornar-se independente em 1957 e a luta e ideais de Nkrumah inspirou líderes africanos e negros em todo mundo pela conquista de liberdade.

19. Maomé (570 – 632)

989887

O profeta muçulmano nascido na Arábia Ocidental que fundou a segunda maior religião do planeta, o islamismo. Aos 40 anos de idade ele subiu a um monte para meditar e teve uma revelação de que era designado por Deus para dar seguimento ao que Jesus tinha feito.

As revelações místicas que recebeu passaram para o Corão, livro base da religião muçulmana. A partir de então saiu em peregrinação pregando a adoração de um único Deus tornou-se conhecido como o profeta de Alá. O profeta uniu praticamente todas as tribos árabes do norte africano sob uma só religião.

20. Jesus de Nazaré (7 a 4 a.C. – 30-36)

garr42

Por último, mas não menos importante, o fundador da religião com maior impacto na história mundial. A biografia de Jesus já é bastante conhecida e divulgada pela própria bíblia, o livro mais lido do mundo. Mas poucas pessoas pensam no real impacto que esse homem teve no mundo.

Imagine um mundo sem cristianismo: o mundo ocidental sem o calendário que seguimos hoje, a igreja não sendo fundamental para a política do mundo, reis e rainhas da história sem um preceito para seus governos. Parece muito fora da realidade, não é? Pois então: o mundo como conhecemos hoje está totalmente ligado a existência desse homem que, para alguns historiadores, além de religiosos, foi o maior que já existiu.

Texto por: E Biografia | www.ebiografia.com

Leia mais
fbenevides 16 de julho de 2021 0 Comentários

WhatsApp agora funciona em até 4 dispositivos ao mesmo tempo

Nesta quarta-feira (14), o WhatsApp finalmente liberou uma função muito esperada pelos usuários. A empresa anunciou o novo recurso multiplataforma do app, ainda em fase beta, que permite utilizar o mensageiro em até quatro dispositivos simultaneamente sem precisar do celular. O smartphone não precisa estar carregado ou conectado à internet.

O usuário poderá conectar a sua conta do WhatsApp em qualquer aparelho, de forma independente. Mas, no primeiro uso, ainda será necessário usar o celular para confirmar o número de telefone no app.  Além disso, os dispositivos serão desconectados caso o usuário não use o WhatsApp no celular por mais de 14 dias.

Segurança

O mensageiro ressalta que mantém o nível de privacidade em todos os dispositivos, com criptografia de ponta a ponta, mesmo na sincronização dos dados, como os nomes de contato, arquivos das conversas, mensagens favoritas, entre outros.

Para manter a segurança dos usuários, a empresa precisou repensar toda a arquitetura do aplicativo, de uma forma que não prejudicasse a experiência de uso. A empresa detalha as mudanças em uma página especial.

É válido ressaltar, no entanto, que o recurso multiplataforma só está disponível para usuários que utilizam a versão mais recente do beta ou Business beta do aplicativo. Até o momento, o WhatsApp não revelou quando a novidade será disponibilizada de maneira pública.

 

Texto por: Tecmundo | www.tecmundo.com.br

Leia mais
fbenevides 15 de julho de 2021 0 Comentários
Business people using internet

A resiliência das empresas deve basear-se em tecnologia

Se há algo que as empresas aprenderam durante a pandemia, é o fato de a resiliência ser uma disciplina que deve ser cultivada ao longo do tempo. Hoje em dia, não ter estratégia digital é não ter estratégia. Para construir resiliência no trabalho, as empresas precisam começar a pensar em modelos virtuais e remotos, em disponibilizar ferramentas que permitam a colaboração a partir de qualquer lugar, e em estratégias para cuidar da saúde mental e do bem-estar das pessoas. Liderando com valores, adotando a flexibilidade e investindo na inovação e em parcerias, podemos incorporar, a longo prazo, a resiliência no local de trabalho.

Liderar com valores e flexibilidade

Assim que a pandemia surgiu, vimos como muitas empresas priorizaram os seus valores essenciais, garantindo o bem-estar dos seus colaboradores, clientes e partes interessadas. Nesse âmbito, a comunicação e a transparência têm sido fundamentais, seja para confirmar que as ações tomadas garantam um regresso seguro aos escritórios ou para incentivar os colaboradores a descobrirem mais sobre as vacinas. As empresas têm a responsabilidade de garantir que os seus colaboradores sejam informados e tenham confiança para cuidar deles próprios. A tecnologia tem um papel fundamental a desempenhar, de forma a garantir a segurança do local de trabalho, por exemplo, através da gestão de resposta a emergências e da recolha de dados para ajudar as equipes a tomarem decisões mais informadas.

A pandemia também acelerou a evolução das indústrias e a forma como se dá resposta aos clientes. A mudança para a saúde à distância é um exemplo. Na área do turismo, as tecnologias reinventam toda a experiência do cliente, permitindo que os hóspedes do hotel façam check-in, abram portas e peçam comida a partir dos seus celulares. Em todos os setores, a migração das empresas para o cloud computing irá acelerar nos próximos meses – permitindo escalabilidade, disponibilidade e acessibilidade de informações a partir de qualquer local. Maior automação, IA e modelos de previsão irão ajudar ainda numa melhor previsão e preparação que o futuro pode trazer.

O futuro do trabalho também está na cloud. À medida que os modelos de trabalho híbridos se tornam mais comuns e os escritórios se tornam centros de colaboração e interação social, os empregadores devem encorajar formas de trabalho flexíveis. Devem facultar melhores ferramentas de trabalho remoto para garantir a produtividade a partir de qualquer lugar. Investir em formas inovadoras de envolver colaboradores e clientes, respondendo às suas expectativas e experiências, será também cada vez mais importante.

Investir em skills e na colaboração

Para aproveitar ao máximo as novas tecnologias, o investimento em programas de requalificação e desenvolvimento deve ser uma prioridade. Assim como a Quarta Revolução Industrial exige que fechemos as lacunas existentes de hard skills, o mundo do trabalho a partir de qualquer lugar em que vivemos exige que invistamos mais em capacidades sociais. Na economia digital, todas as empresas vão precisar de equipes que possam alavancar rapidamente as novas tecnologias. Cada vez mais, irão também contar com indivíduos que possam resolver problemas complexos, desafiar o statu quo e gerar um senso comum de propósito entre as equipes distribuídas.

Assim, à medida que emergimos da pandemia, trabalhar em conjunto é essencial para impulsionar mudanças positivas, a longo prazo, nos negócios e na sociedade. A tecnologia pode e já está desempenhando um papel importante para garantir a distribuição segura e equitativa de vacinas contra o coronavírus, para potencialmente milhares de milhões de pessoas. Da inovação à vacinação em massa, para superarmos os nossos desafios partilhados, precisamos estar todos envolvidos. Além de incentivar, precisamos educar e garantir a adesão. E apenas através da colaboração podemos construir locais de trabalho, grupos de trabalho e comunidades cada vez mais resilientes.

Texto por: Jornal Económico | www.jornaleconomico.sapo.pt

Leia mais
fbenevides 8 de julho de 2021 0 Comentários

Como os sites ganham dinheiro na internet

O acesso à internet ainda não é uma realidade para todos os brasileiros, mas, apesar disso, nunca esteve tão presente na vida das pessoas como está nesse momento.

Nesta década, não é exagero citar que um dos primeiros “brinquedos” das crianças é um smartphone, afinal, segundo a 30ª Pesquisa Anual de Administração e Uso de Tecnologia da Informação nas Empresas, realizada pela Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV-SP), a média de celulares por pessoa, no Brasil, é maior do que uma unidade.

Mas, como que a internet é abastecida com tanto conteúdo se nem todos os sites realizam vendas?

Já é sabido que grande parte da receita dos sites vem de publicidade, mas como funciona essa monetização?

Vale à pena ter um site?

O conteúdo abaixo aborda esse tema com detalhes.

Sites de Vendas – O Produto como Responsável pelo Faturamento

O perfil de sites mais fácil de compreender é o site de vendas, que pode, ou não, ser um e-commerce.

O e-commerce é uma loja virtual, que dispõe de uma gama de produtos e já é muito conhecido pela população brasileira.

O outro caminho é a criação de landing pages ou páginas únicas que anunciam um produto, no detalhe, e utilizam diversos tipos de calls to action (chamadas para ação) para conduzir o cliente à compra.

Um exemplo que esclarece isso é um e-commerce que vende pasta de dentes dentro do site.

Todas as pastas de dentes terão páginas muito parecidas, com foto do produto, descrição e botão de compra.

A loja não faz um esforço de marketing efetivo dentro da página para realizar a venda.

Uma landing page, ou um site único, vai apresentar um produto de clareador dental com fotos de antes e depois de pessoas que o utilizaram por um certo período, vídeos demonstrativos de como usar, benefícios destacados em comparação a produtos de outras marcas e outros gatilhos de marketing fazendo com que a venda seja  muito mais ativa.

Compreender como o e-commerce e páginas de vendas são remuneradas não é complexo, visto que o objetivo final está claro desde o início do contato do usuário da página com o conteúdo, mas, como sites de informação, que não realizam vendas, conseguem ganhar dinheiro?

Sites de Informação – Monetização por Anúncios

O usuário faz uma busca aleatória, sobre “sonhar com aranha” ou “como saber meu número de telefone”, e em apenas alguns milésimos de segundo, o buscador retorna centenas ou milhares de opções de respostas.

Mas, quem desenvolveu um site, escreveu um conteúdo, buscou posicionamento nos buscadores, paga mensalmente pela hospedagem do site, resolve questões técnicas de otimização periodicamente, para, simplesmente, responder perguntas gratuitamente para pessoas desconhecidas?

No início da expansão da internet no Brasil muita gente acreditava, de fato, na gratuidade do conteúdo, sem interesse financeiro algum por parte dos fornecedores.

Por volta de 2010, época do “boom” da blogosfera, era, de fato, muito comum que as pessoas escrevessem e desenvolvessem conteúdo por interesse social, lazer, descontração e experimentação de novos canais de comunicação.

Conforme a internet foi se popularizando e ganhando cada vez mais presença na área comercial das empresas, o cenário mudou e ganhar dinheiro na internet se tornou o novo garimpo do ouro.

Muita gente estava em busca de encontrar sua pepita e foi aí que ferramentas como o AdSense e o Bing Ads começaram a fazer parte da maioria absoluta dos sites de informação e conteúdo disponíveis na internet.

Tanto o Adsense quanto o Bing Ads e outras ferramentas que realizam o mesmo tipo de gerenciamento de publicidade anunciada em sites, funcionam na modalidade Pay Per Click, ou seja: cada vez que um usuário do site realiza um clique em um banner ou propaganda exposto através da ferramenta, o titular do site é remunerado em dólar.

Em geral, cada clique vale alguns centavos de dólar, o que, atualmente, pode representar alguns reais, dependendo do tipo de anúncio e de site que está oferecendo o espaço para publicidade.

Sites de Nicho – O Patrocínio como Fonte de Receita

Sites de nicho são aqueles que abordam um único tema ou diversos temas correlatos a um mesmo assunto.

Um site sobre empreendedorismo, por exemplo, pode abordar temas relacionados à administração geral de negócios e adentrar em temas mais específicos, sobre como montar uma franquia açaí ou criar um produto digital.

Pode ser monetizado através de anúncios como os do AdSense e outros de empresas similares, mas tem uma possibilidade de receita bem mais interessante através de empresas anunciantes do próprio segmento que queiram divulgar sua marca ou produto.

Esses contratos podem ser negociados por mensalidade ou pagamento à vista pela exibição de um banner durante algum período específico, por exemplo.

Um site que trate de assuntos de viagens, intercâmbio ou atenda o interesse de pessoas que desejam se mudar para o exterior, pode conseguir realizar todos os tipos de publicidade já citados neste artigo e ainda vender espaço dentro de conteúdos que abordem um tema muito mais específico.

Exemplo: Um conteúdo sobre tirar NIF em Portugal, não é um assunto que será pesquisado de forma aleatória por qualquer pessoa.

Quem chega a um conteúdo como este, está a um passo de realizar uma ação.

Quem oferece suporte a este tipo de serviço, tem em uma página como essa, o melhor lugar para instalar sua publicidade. O contato ali é direto com o público alvo e por isso, a valorização do espaço publicitário é bem maior do que seria em uma página aleatória.

Nesse caso, o valor não está na quantidade de tráfego e sim, na qualidade.

Considerações Finais

Ter um site, na maioria dos casos, é possuir um canal de receita recorrente e, quase sempre, crescente, no entanto, vale salientar que é consideravelmente mais difícil do que grande parte das pessoas acredita ser.

Não basta desenvolver um site, incluir ferramentas de exibição de anúncios e começar a publicar conteúdo para que o faturamento comece a acontecer.

É necessário construir autoridade, relevância e conquistar um número considerável de visitas para que qualquer uma das estratégias de monetização citadas acima seja suficiente para ser considerada uma forma de sustento ou investimento.

 

Texto por: Bem Paraná | www.bemparana.com.br

Leia mais
fbenevides 2 de julho de 2021 0 Comentários