fbpx
GPS Map to Route Destination network connection Location Street

Caldo Bom investe em geolocalização para otimizar a experiência do consumidor

A Caldo Bom (indústria paranaense do setor alimentício) incluiu os clientes numa ferramenta de geolocalização (Google Meu Negócio), indicando o estabelecimento mais próximo para quem procura pela marca. Esse ecossistema já reúne 500 lojas parceiras e impulsiona a sua presença digital a custo mínimo. Como resultado, mais de 38 mil pessoas foram direcionadas a essas lojas, que receberam ainda mais de 24 mil ligações telefônicas.

“Devido a essa estratégia de sucesso de parcerias com os mercados da vizinhança e geolocalização, neste bimestre faremos o mesmo com lojas de conveniência, farmácias, açougues, padarias, mercearias e distribuidoras. Isso se dá a partir de um cruzamento de dados que permite identificar um potencial de 1 mil pontos de vendas abertos às táticas da marca”, revela Marcos Yanaka, Gerente de Marketing da empresa (foto). Agora, ela inicia uma campanha de incentivo junto aos promotores e representantes para a ativação desses pontos de venda específicos até o final de dezembro.

A estratégia da marca vai ao encontro das tendências de consumo mobile atuais. Com mais de 160 milhões de pessoas conectadas à internet (75% da população) e um número superior a 150 milhões usuários ativos nas redes sociais (70,3% dos cidadãos), o Brasil caminha a passos largos para se tornar um país cada vez mais imerso na cultura digital.

Os dados, divulgados no relatório Digital 2021 (We Are Social e Hootsuite), apontam ainda que a presença brasileira nestes espaços deve avançar 6,4% e 7,1%, respectivamente, até 2022. Ainda de acordo com o relatório, as pessoas entre 16 e 64 anos no país, passam em média 3 horas e 42 minutos por dia nas redes sociais, além de consumirem internet por cerca de 5 horas e 17 minutos em seus dispositivos móveis no dia a dia.
A fim de orientar as decisões estratégias da marca, a Caldo Bom realiza constantemente pesquisas focais com os clientes para identificar as mídias digitais mais usadas, o tempo de uso e outros fatores que ajudam a ilustrar a jornada dos consumidores.

Texto por: TI Inside | www.tiinside.com.br

Leia mais
fbenevides 26 de novembro de 2021 0 Comentários

Empresas brasileiras devem investir em transformação digital em 2021

A maior parte das empresas brasileiras (62,5%) deve investir de 10% a 30% do faturamento total em transformação digital durante 2021, aponta uma pesquisa realizada pela Sambatech e pela Samba Digital, e que contou com apoio da Unico.

A pesquisa aponta também que 44% das pequenas e médias empresas com rendimento de até R$ 10 milhões já estão implementando uma estratégia de transformação digital. Enquanto que apenas 38,9% das companhias com faturamento igual ou acima de R$ 1 bilhão estão realizando o mesmo processo.

Ainda segundo o levantamento, os investimentos das empresas brasileiras devem se dividir entre seis tecnologias: analytics (62%), computação em nuvem (46%), arquitetura de sistemas (40%), inteligência artificial (38%) e biometria facial (8%).

Um dos principais focos do estudo é entender como as empresas se posicionaram durante a pandemia da Covid-19 e o resultado mostra que 45,7% delas estão buscando a implementação de estratégias digitais, enquanto apenas 9,6% não apostaram nesse processo. De todas as empresas pesquisadas, 54% estão buscando novas receitas.

Matheus Magno, coCEO da Sambatech e da Samba Digital, afirmou que as pequenas empresas possuem maior contato com clientes e devem partir delas os principais investimentos no pós-pandemia, devido a maior velocidade na tomada de decisões.

O fundador das empresas responsáveis pelo estudo, Gustavo Caetano, lembrou da importância do investimento nos profissionais. “Separar o time por squad permite aos desenvolvedores estarem junto nas tomadas de decisões e nos negócios. Hoje, todas as áreas da empresa, como RH e marketing, estão em transformação digital, não apenas a área de tecnologia. É dessa maneira que iniciamos uma transformação”, disse.

O estudo relata que grande parte das companhias (36,2%) ainda possuem um modelo tradicional de trabalho, separando os funcionários entre infraestrutura, desenvolvimento, suporte e segurança. Enquanto cerca de 28,7% atuam com modelos focados em tribos e squads, 19,1% com squads e DevOps e 16% dividindo a equipe entre áreas projetos e sustentação.

Texto por: Olhar Digital | www.olhardigital.com.br

Leia mais
fbenevides 3 de junho de 2021 0 Comentários

O que é Marketing por E-mail?

Vamos ver neste artigo as vantagens do E-mail-Marketing.

E-mail marketing é o processo de incorporação do uso de e-mails na estratégia de marketing de pequenas empresas.

É essencialmente a mesma coisa que enviar mala direta, boletins informativos e livros de cupons pelo correio. A única diferença com as demais formas de marketing é que essa estratégia de marketing ocorre por meio do correio eletrônico. Como a maioria das pessoas ao redor do mundo usa o e-mail como forma de comunicação, é ideal que você crie uma estratégia eficaz que o leve a uma pequena empresa se comunicar com seus clientes por e-mail.

Basicamente, existem várias maneiras de usar as técnicas de marketing por e-mail para comercializar sua empresa e também seus serviços para os consumidores. Por exemplo, você pode usar essa forma de marketing para atingir consumidores em potencial ou pode usá-la para comercializar seu negócio em diferentes locais públicos.

Tipos de marketing por e-mail :

Existem três tipos gerais de estratégias de marketing por e-mail que você pode usar para promover sua pequena empresa. Eles incluem;

1. E-mail direto :

O e-mail direto refere-se à prática de enviar anúncios promocionais diretos e mensagens para a conta de e-mail do cliente. Geralmente, essas mensagens podem ser anúncios de grandes negócios, vendas ou mesmo ofertas especiais.

Eles podem ser usados ​​para espalhar notícias sobre novos serviços que sua empresa está oferecendo ou sobre os novos locais que ela pode servir.

Esses e-mails normalmente terão uma frase de chamariz incluída neles, que incentiva o consumidor a realizar algum tipo de

ação para receber ofertas promocionais oferecidas por uma determinada empresa. A chamada de ação pode incluir pedir ao visualizador para visitar a página inicial da sua empresa, inscrever-se em um serviço ou fazer uma ligação. Os e-mails diretos também têm como objetivo informar aos clientes o que está acontecendo em um determinado negócio.

2. E-mail de retenção:

Esses tipos de e-mail geralmente são projetados para informar os clientes sobre um negócio. São estratégias de marketing importantes, pois podem ajudá-lo a criar relacionamentos de longo prazo com os clientes. Apesar da retenção de e-mails que fornecem opções de propaganda e promoção; eles também podem oferecer conteúdo que pode ser muito valioso para os leitores.

Os e-mails de retenção possuem conteúdos que irão informar, envolver e entreter os leitores, para que sintam uma ligação com o negócio anunciado ou promovido.

A forma mais comum de retenção de e-mails usada nas técnicas de marketing por e-mail é o boletim informativo.

3. Propaganda direta por e-mail:

Esse é um tipo de estratégia de marketing por e-mail que permite a uma pessoa usar conteúdo criado por outra pessoa. Isso significa que, com esse tipo de marketing por e-mail, você pode anexar seu anúncio comercial a um boletim informativo ou e-mail criado por outra empresa. Vamos agora dar uma olhada em como o e-marketing pode beneficiar sua pequena empresa.

 

Texto por: Administradores | www.administradores.com.br

 

Leia mais
fbenevides 28 de janeiro de 2021 0 Comentários

Motivos para adotar o SEO como estratégia digital para uma empresa

Como o SEO é essencial para a estratégia digital de uma empresa.
As técnicas de SEO auxiliam o site de uma empresa a ter maior “conforto” com os algoritmos dos motores de busca.

O SEO (Search Engine Optimization ou Otimização dos Motores de Busca, no português) pode ser descrito como uma estratégia de Marketing Digital que engloba todas as demais estratégias digitais possíveis. Isso porque ela é a responsável por trabalhar a “afeição” de um site/aplicativo às regras dos algoritmos impostos pelos motores de busca online.

Ou seja, basicamente, quando um trabalho de SEO é bem feito, o conteúdo/site de uma empresa sobe organicamente nos índices dos motores de busca (como Google ou Bing, por exemplo). Assim, o usuário terá uma maior facilidade em buscá-lo, para sanar os problemas ou anseios para finalizar compras e/ou encontrar eventuais serviços.

Portanto, o SEO é um investimento de longo prazo, mas que carrega consigo credibilidade, confiabilidade e maior capacidade de prospecção de clientes. Afinal, quanto melhor posicionado no Google, melhor para ser encontrado, sobretudo quando estacionado na primeira página ocupando as primeiras posições de pesquisa. Para alcançar isto? Apenas com SEO.

 

Razões para implementar o SEO como estratégia digital

 

Se já não fosse o bastante a confiabilidade e a credibilidade atreladas às primeiras páginas do Google, o SEO é uma estratégia presente nas grandes marcas, que, quando combinadas a outras estratégias de marketing digital, impulsionam uma empresa, seja ela micro ou mega.

Aumento de tráfico e maior número de vendas

Depois de espalhar a credibilidade do produto que fornece ao público que o procura, você poderá finalizar a venda!

Isso ocorre porque a otimização de SEO pode trazer pessoas que realmente pretendem comprar o produto, pois estas pesquisam diretamente temas relacionados ou focados no serviço/produto oferecido.

Quando você tem em mente que tem mais visibilidade, você obtém mais vendas e, claro, fica mais motivado para produzir conteúdo de alta qualidade.

Melhora a experiência de usuário no site

Otimizar o site por meio de SEO pode tornar a navegação mais intuitiva.

Organize-o com mais eficiência e torne mais fácil para os usuários encontrarem o que desejam. Ele também permite que os mecanismos de pesquisa indexem com mais rapidez e encontrem as páginas mais relevantes com base nas pesquisas dos usuários.

Um site bem desenhado consegue melhorar sua usabilidade porque o SEO tem como objetivo proporcionar essa comodidade aos clientes quando eles acessam uma página de interesse.

Os números provam a necessidade do SEO em uma empresa

  • No Brasil, há mais de 210 milhões de habitantes, com mais de 126 milhões destes com acesso à Internet;
  • Mais de 92 milhões de visitas ao Facebook todos os meses;
  • Todos os dias, mais de 62 milhões de pessoas navegam nas redes sociais;
  • Cerca de 90% das pessoas que utilizam redes sociais navegam em dispositivos móveis;
  • O Google recebe cerca de 65 mil pesquisas por segundo no mecanismo de busca;
  • A maioria das pessoas gosta de conduzir pesquisas e obter resultados orgânicos. A chance de os usuários clicarem nos resultados da pesquisa natural é muito maior do que em anúncios pagos. O cliente sabe identificar sua empresa aparecendo no topo porque é bem solicitada, o que pode lhe dar mais confiança.

Texto por: Blasting Newa Brasil | www.br.blastingnews.com

Leia mais
fbenevides 11 de janeiro de 2021 0 Comentários